Burger King agiliza a gestão de pessoal, melhora seus relatórios e aumenta a produtividade com MAPAL Workforce

O cliente

A Burger King tem apresentado um crescimento exponencial e abriu centenas de estabelecimentos em França desde que regressaram ao mercado em 2013. Jerôme Perrin, Benoit Rondet e Cédric Langeron são três franchising em França, com cerca de uma dúzia de restaurantes com mais de 700 funcionários. 

Os franchisings da empresa destacam-se pelos seus processos bem definidos, a conformidade com as diretrizes da empresa e a legislação laboral, bem como elevados padrões de qualidade. 

A França tem uma legislação laboral altamente regulamentada e as empresas devem aplicar estritamente todas as variáveis relativas aos horários dos funcionários e os salários.  

“Estávamos a passar demasiado tempo a planear e não tínhamos dados ou indicadores de produtividade, custos laborais, etc. O recurso de análise fornece-nos informações detalhadas sobre todo o ciclo de gestão do restaurante e a produtividade das nossas rotações. MAPAL Workforce nos ha ajudado o custo de mão de obra para 21% num dos nossos restaurantes”

Benoit Rondet - franchising da Burger King, França.

O desafio

Otimização laboral e de produtividade  

Os franchisings não tinham uma política comum relativa ao software de gestão. Algumas sucursais não tinham implementado qualquer tecnologia, outras usavam programas que não davam resposta a todas as suas necessidades. Os gestores perceberam que precisavam melhorar os seus processos operacionais para otimizar os seus recursos humanos.

"O nosso principal objetivo era conseguir um planeamento de pessoal mais rápido, eficiente e simples", diz Jerôme Perrin, franchising da Burger King em França. “Estávamos a passar demasiado tempo a planear e não tínhamos dados ou indicadores de produtividade, custos laborais, etc”, acrescenta o seu colega Benoit Rondet. Cédric Langeron acrescentou que “o programa que usávamos não se adaptava à realidade do setor de fast-food e o planeamento era muito demorado”. 

Benoit Rondet afirmou ainda “procurávamos uma solução que pudesse otimizar a produtividade os pagamentos e nos permitisse controlar todos os indicadores através de relatórios e análises”. A implementação rápida e a facilidade de uso foram fundamentais para Jerôme Perrin, enquanto Cedric Langeron priorizou o processo de rotação de trabalho rápido e fiável, um dos maiores problemas num restaurante de fast-food. 

 

“O nosso principal objetivo era conseguir um planeamento de pessoal mais rápido, eficiente e simples. Os custos com mão de obra nos nossos restaurantes estão entre os mais otimizados de todos os franchisings franceses da empresa Burger King”

Jerôme Perrin - franchising da Burger King, França

MAPAL Workforce na Burger King 

 

A flexibilidade e o poder do MAPAL Worforce foram fatores decisivos na sua seleção para o projeto de digitalização. O software foi criado para a realidade dos restaurantes de serviço rápido. A sua capacidade de adaptação às necessidades de cada restaurante e às particularidades do mercado francês posicionou o Workforce como uma referência no sector, estando já a funcionar em várias regiões, incluindo Paris, Auvergne ou Marselha. 

O Workforce permite que os gestores controlem todo o ciclo de back-office do restaurante (gestão de RH, planeamento, assiduidade, gestão de salário variável, etc.). Centralizar esses vários processos num único software permite uma visão de 360º do negócio, agiliza os processos e poupa aos gestores e à equipa de RH muito do tempo despendido em tarefas administrativas. 

Mas o que realmente se destacou no Workforce foi o seu algoritmo de otimização. Desenvolvido e administrado pelos próprios matemáticos da MAPAL, calcula os melhores horários do staff de acordo com as necessidades de cada restaurante e as limitações contratuais de cada funcionário. 

As funcionalidades de otimização de horários, análise e métricas da ferramenta para medir a produtividade foram essenciais no processo de tomada de decisão dos franchisings. “O Workforce pode prever automaticamente vendas e otimizar cronogramas e rotação de tarefas de acordo com a mudança das necessidades de pessoal”, realça Benoit Rondet. Quanto aos recursos de análise, Jerôme Perrin acrescenta "é inestimável para nos ajudar a organizar o restaurante, controlar custos e melhor responder à procura". Para Cédric Langeron, foi o poder do algoritmo que finalmente o convenceu a usar o Workforce "uma vez que o software está devidamente configurado com as nossas necessidades, a ferramenta de gestão faz quase tudo sozinha". 

“O programa que usávamos não se adaptava à realidade do setor de fast-food e o planeamento era muito demorado. Este software encaixa-se muito bem em todos os setores: é uma excelente ferramenta para planear, calcular salários e os funcionários gostam. Por isso, toda a minha equipa está feliz.”

Cedric Langeron - franchising da Burger King, França

Resultados

O software MAPAL permitiu aos franchisings centralizar todos os processos de gestão numa só ferramenta. Os gestores conseguem agora efetuar tarefas operacionais do dia a dia mais rapidamente, deixando-os com mais tempo para se concentrarem no apoio ao cliente e outras áreas de negócios. 

  

Para Benoit Rondet, isto refletiu-se numa poupança de tempo significativa: “Costumávamos passar uma semana a planear um horário mensal antes do Workforce. Agora demoramos apenas um dia.” O recurso de análise fornece-nos informações detalhadas sobre todo o ciclo de gestão do restaurante e a produtividade das nossas rotações”, diz Jerôme Perrin. Por fim, Cédric Langeron afirma que “o software adapta-se muito bem à realidade da Burger King. Foi claramente desenvolvido por pessoas do nosso próprio setor. “ 

Os ganhos também são económicos. O planeamento de rotação otimizado permitiu que os franchisings aumentassem as margens de lucro dos seus estabelecimentos. Os custos com mão de obra nos estabelecimentos de Jerôme Perrin estão entre os mais otimizados de todos os franchisings franceses da empresa Burger king. "Graças à MAPAL, agora posso gerir facilmente os custos de mão de obra e controlar o equilíbrio e a distribuição dos níveis de pessoal". Benoit Rondet teve uma experiência semelhante e, com um cronograma aperfeiçoado, “reduzimos os custos com mão de obra para 21% num dos nossos restaurantes”. Por fim, Cédric Langeron também refere a redução nos custos de gestão. “Este software encaixa-se muito bem em todos os setores: é uma excelente ferramenta para planear, calcular salários e os funcionários gostam. Por isso, toda a minha equipa está feliz.”